On-premise vs cloud: escolhendo um inventário de TI

On-premise vs cloud: escolhendo um inventário de TI

Já sabe qual é o melhor formato para a sua empresa?

Monitorar o próprio parque de máquinas por meio de processos manuais é altamente improdutivo. Com certeza, quem busca uma ferramenta automatizada para inventário de TI já comprovou nossa teoria. Ao explorarem as soluções existentes, porém, as empresas se deparam com duas alternativas: on-premise vs cloud.

No intuito de eleger o software correto, mostra-se essencial entender a diferença entre as opções citadas. Além do mais, vale levar em conta as particularidades do ambiente que será gerenciado. Com todas as variáveis em mente, fica mais simples de identificar qual é a modalidade ideal para o seu negócio.

Possui dúvidas sobre o assunto? Então confira, nos tópicos abaixo, algumas indicações determinantes para essa tomada de decisão. Também vamos mostrar qual produto da NetEye pode lhe ajudar melhor no gerenciamento de ativos.

On-premise vs cloud: entenda as diferenças

É provável que você utilize ambos os tipos de programa na sua empresa, mas ainda não consiga distinguir o custo-benefício de cada um. A principal diferença entre on-premise vs cloud diz respeito ao local de armazenamento do software: em um servidor físico ou na nuvem.

O primeiro deles é oferecido como produto, enquanto o segundo funciona como serviço. Não existe um formato superior ao outro, apenas aquele que atende às demandas internas da melhor maneira.

A solução on-premise deve ser instalada no servidor e computadores da empresa. Representa o modelo mais consolidado no mercado, adequando-se a organizações de todos os portes – desde que essas disponham da infraestrutura de TI necessária. Oferece maior nível de segurança, pois os dados gerados permanecem sob controle interno.

Por sua vez, o software cloud é disponibilizado remotamente. Requer, portanto, uma conexão estável e acesso ao navegador de internet. Com infraestrutura terceirizada, a interface se apresenta online e proporciona mobilidade ao usuário. Quem gerencia o fluxo de informações é o fornecedor.

Como escolher entre software on-premise e cloud

Na hora de escolher entre software on-premise vs cloud, considere fatores como as formas de contratação, processo de implantação e características operacionais. A sua experiência ao longo dessas três etapas será diretamente impactada pelo modelo selecionado.

Contratação

Na alternativa on-premise, são compradas as licenças de uso do programa. Seu grande diferencial é a possibilidade de aquisição perpétua. Geralmente, a contratação vitalícia vem acompanhada de pacotes de manutenção que podem ou não se renovados. Exige maior investimento inicial, porém se torna mais econômica a longo prazo.

O formato cloud, diferentemente, opera pelo direito de acesso ao programa durante determinado período. Paga-se uma assinatura mensal ou anual, dependendo do pacote escolhido. Nesse caso, o investimento inicial tende a ser menor.

Ademais, a escolha da instalação local ou na nuvem não é determinante para o método de pagamento que será executado.

Implantação

Crucial para um software instalado localmente, a fase de implementação do on-premise merece atenção. É nesse ponto que sua empresa precisará decidir onde instalar a ferramenta. Também é o momento para configurá-la conforme desejado. O serviço de apoio técnico por parte do fornecedor deve ser solicitado conforme estabelecido contratualmente.

Considerando que o software cloud é acessado pela web, sua implantação costuma iniciar com um cadastro para login na plataforma. Em seguida, o mesmo precisa ser aprovisionado pelos dados que gerenciará, seja a inserção feita manual ou automaticamente.

Destacamos que uma estratégia de implantação é fundamental para o pleno funcionamento de qualquer sistema, independentemente do formato escolhido.

Operação

No modelo de instalação local, todo o conhecimento produzido a partir da ferramenta contratada é retido internamente. Assim, o sistema on-premise pode ser operado de acordo com as políticas internas de uso e segurança da informação. As atualizações do programa, por exemplo, só serão aplicadas se corresponderem ao interesse do usuário.

Já a vantagem operacional do sistema cloud está relacionada, justamente, à praticidade da alocação externa de recursos. Ou seja, a escalabilidade e potência da solução não fica atrelada às condições do seu parque de máquinas. Alterações são lançadas pelo fornecedor e concedidas em tempo real.

Resumindo: na primeira opção você ganha capacidade de personalização e gestão centralizada. Com a segunda opção, sua empresa se isenta de investimentos extras e intervenções locais.

Inventário de TI on-premise vs cloud

Se você chegou até aqui mais seguro sobre as vantagens de cada modelo, mas ainda não sabe qual inventário de TI escolher, vamos lá! Além dos atributos abordados acima, os programas para monitoramento de infraestrutura computacional possuem suas próprias particularidades.

Seja um software on-premise ou cloud, o agente que coletará informações do seu parque de máquinas precisará ser distribuído na rede interna. Basta saber se você quer que agente e servidor sejam instalados localmente, ou prefere que o servidor esteja hospedado em uma tecnologia virtual.

De um lado, você consegue integrar facilmente o seu sistema de inventário com outras aplicações da organização e manter seu banco de dados em casa – protegido conforme os próprios parâmetros. De outro, há a chance de desempenhar o mínimo de esforço para o funcionamento do software e acessá-lo mesmo fora da rede corporativa.

Conheça as soluções on-premise e cloud da NetEye

Inventariar o parque de máquinas é uma prática primordial para mantê-lo eficiente, seguro e em compliance. Atualmente, a NetEye desenvolve duas soluções que ajudam gestores de TI a cumprirem essa tarefa. Veja, a seguir, quais são elas e como podem otimizar a rotina e os processos do seu setor!

  • NetEye: Uma suite composta por cinco módulos que promovem o monitoramento completo da sua infraestrutura. Trata-se de um software on-premise que automatiza a coleta de inventário, detectando configurações de hardware, programas instalados, conexão de impressoras e dispositivos USB. Gera alertas e relatórios sobre qualquer modificação no parque de máquinas.
  • Adam: Software cloud da NetEye especializado em gestão de ativos de TIC. Coleta dados de inventário, vincula licenças de software às estações de trabalho e sistematiza contratos de telecom, manutenção, garantia, entre outros. Todas as informações são apresentadas em uma aplicação web, com a visualização dinâmica das estatísticas em uma página responsiva.

Não deixe de conhecer melhor as nossas ferramentas e realizar um teste gratuito para validá-las no seu ambiente. Caso restem quaisquer dúvidas relativas ao melhor formato para você, entre em contato com os nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*